Pontos de Caboclos e Caboclas.

 

 

 

Caboclo Ubirajara

 

Estrela clareia a Umbanda

Sarava Morubixaba

Lá de Aruanda

Seu Ubirajara, já chegou

Sarava Morubixaba

Na falange de Xangô

 

*******

 

A mata estava escura

Veio o luar e clareou

Pai Ubirajara

Aqui chegou

Mais Ele é o Rei

Ele é o Rei

 Ele é o Rei

Seu Ubirajara

Na Umbanda

È o Rei

 

*******

 

Seu Ubirajara é o Rei

Que nos astros mora

Abençoai os seus filhos

Que tanto te adora

 

********

 

É do mundo, velho Edmundo

Eu me chamo velo do mundo

Ubirajara é caboclo forte

Meu Pai Oxossi é guardião do outro mundo

 

************88

 

 

 

Quando seu Ubirajara iluminou este conga

Os caboclos vieram ajudar

Veio Ogum, veio Xangô, veio Iemanjá

E a Jurema para ajudar

E as estrelas clarearam a mata escura

Oxalá abençoou

Sarava todos os caboclos

Sarava seu Ubirajara no conga

 

*******

 

Seu Ubirajara falou

 Que aqui no terreiro

Ainda faltam caboclos

Pisa- pisa- pisam caboclos

Pisam no rastro do outro.

 

*********

 

Cabocla Jaciara

 

Eu fui lá Jurema

Eu vi cabocla trabalhar

Era a Jaciara cabocla forte de Oxalá

OH Jaciara seu colar vem de Tupã

Seu colar vem de Tupã

Seu cocar de Oxalá

Oh Jaciara te chamo pra trabalhar

Te chamo pra trabalhar

Neste terreiro de Oxalá

 

*******

 

Cabocla na beira do rio

Não deixa qualquer um passar

Só passa a Jaciara e nossa Mãe Iemanjá

Jaciara é cabocla forte

Vem do reino do Jurema

Vem louvando Espirito Santo

E nosso Pai Oxalá

 

*******

 

Olhei pro céu e vi uma estrela correr

E nas pedreiras eu vi pedras rolar

Vi os caboclos dançando na areia

Quando a sereia começou a cantarolar

E no seu canto ela sempre dizia

Que só queria ter asas para voar

Pra ir ao céu buscar a estrela que brilha

Oh Jaciara

Vem brilhar neste conga

 

*****************

Cabocla Jurema

 

Que lindo capacete de pena

Que tem a cabocla Jurema

Ele é tão Lino

Como a luz do sol

Eê- eê- eá

 

*******

 

Oh Jurema Preta

Senhora rainha

Dona da cidade

Mas a chave é minha

É do perepepe

É do perepepá

Rainha da cidade

Lá do Jurema

 

*******

 

Olha lá meu passarinho Azulão

Quando voa

Não pisa no chão

Oh! Minha linda

Cabocla Jurema

Enfeitada de penas e

Bodoque na mão

Quem pode me levar

Não me leva

Quem não pode

Quer me levar

 

*******

 

Jurema, o Jureminha

Jurema, o Jurema

Nas terras de Santa Cruz

Eu aprendi a amar

Na mata virgem os tambores falam de amores

E os caboclos se juntam para saudar

Uma cabocla enfeitada de flores

Na magia das cores, faz a aldeia cantar

 

*******

 

O Jurema manda aqui

Manda ali, manda acolá

Olha o tombo da jurema

No balanço que ela dá

 

*******

 

 

Cabocla Jacira

 

Quem tem poder sobre a terra

Quem tem poder sobre o mar

É a cabocla Jacira

Indaiá é sereia do mar

 

*******

 

Caboclo Roxo

 

Caboclo roxo

Da pele morena

Ele é Oxossi

Caçador lá da Jurema

Ele jurou

E tornou a jurar

Por ouvir os conselhos

Que a Jurema vai lhe dar

Ele é Oxossi, e mora na Macaia

Ele é caboclo, em qualquer lugar

Ele não apanha

As folhas da Jurema

Sem ordem suprema

De Pai Oxalá

 

*******

 

Caboclo Tupinambá

 

Estava na beira do rio

Sem poder atravessar

Eu chamei pelos caboclos

Caboclo Tupinambá

Tupinambá chamei

Chamei tornei chamar

 

*******

 

 

 

 

Caboclos Sete Flexas

 

Lerererê

Caboclos Sete Flechas no congá

Sarava seu Sete Flechas

Ele é o rei da mata

A sua bodoque atira, oi Kalunga

A sua flexa mata, lêrererê

 

*******

 

Foi numa noite serena

Lá nas matas da Jurema

Ouvi meu caboclo cantar

Quiô, quiô, quiô, quiô, quiô que era

Sua mata esta em festa

Sarava seu Sete Flechas

Ele é o rei da floresta

 

*******

 

Ô Jureme, Ô Jurema

Suas flechas caiu

Serena, ô Jurema, dentro deste conga

Sarava seu Sete flechas

Ele é o rei das matas

Sarava estas caboclas

Que são também donas da mata

 

************

 

 

Caboclo Pena Branca

 

Um grito na mata ecoou

Foi eu Pena Branca quem chegou

Com sua flecha e seu cocar

Seu pena Branca vem nos ajudar

 

*******

 

Eu estava na mata

Eu estava trabalhando

Seu Pena Branca

Passou me chamando

Ego, ego

Onde é que você mora

Eu moro nas matas

De Nossa Senhora

 

*******

 

Sarava se Pena Branca

Sarava seu Afoxé

Ele tem sua flecha e seu bodoque

Pra defender filhos de fé

Ele vem abassá

Sarava seu Pena Branca

No terreiro de Oxalá

 

*******

 

 

 

Caboclo Samambaia

 

Quanto tempo, que eu não bambeio

Hoje eu vim pra trabalhar

Sou Caboclo Samambaia

Vim aqui pra trabalhar

Sou Caboclo Samambaia

Vim aqui pra sarava

 

*******

 

Samambaia na beira da praia

Onde tem caboclo ela vai buscar

Samambaia vai rastejar, vai buscar

Caboclo no Jurema

**************

 

 

Caboclo Flecheiro

 

Caboclo Flecheiro

Essa é a nação do Brasil

Essa é a noção brasileira caboclo

As cores da nossa bandeira

O verde é esperança

O amarelo é desespero

O azul traz a liberdade

Para os caboclos brasileiros

 

******

 

Caboclo Aimoré

 

A água com areia

Não pode demandar

A água vai embora

E a areia fica no lugar

Oi zum zum zum, chegou o Aimoré

Caboclo Flecheiro

Para salvar filhos de fé

 

*******

 

Caboclo da Pedra Preta

 

Sou Pedra Preta, o parango

Que esta no conga

Sou mano Rompe-mato, o parango

E vim vos ajudar

****************

 

Caboclo Cobra Coral

 

O caçador na beira do caminho

Oh! Não me mate esta coral na estrada

Se ela abandonou sua choupana

O caçador

Foi no romper da madrugada

 

*******

 

Sucuri, jibóia

Olha lá quem vem beirando o mar

Olha como coroou oooo

A sua cobra coral

Se a coral é sua cinta

A jibóia é sua laça

O que zoa, que zoa, que zoa eê

Caboclo mora nas matas

 

*******

 

Cabocla

Quando vem das matas

Ela traz na cinta

Uma cobra coral

És uma cobra coral oou

És uma cobra coral ooo

 

*******

 

A terra é longe

Uma estrela brilhou

Mais os seus filhos de Umbanda

Já lhe procurou

Cadê seu cobra branca de Umbanda

Que até agora não chegou

**************

 

 

Pontos para todos os caboclos

 

Caboclo firma seu ponto

Na pontinha do cipó

Deu meia noite lua

Deu meio dia no sol

 

*******

 

Caboclos não têm caminhos

Para caminhar

Eles caminham por cima de pau

Por baixo de pedras

Por qualquer lugar

Seus caminhos estão abertos caboclos

Podem passar

Ele vai girar

Caboclo filho de Oxossi

Quando a lua sair

Ele vai girar

 

*******

Portão da aldeia abriu

Para todos os caboclos passar

É hora, é hora

Dos caboclos da Jurema trabalhar

 

*******

 

Arreia capangueiros

Capangueiros da Jurema

Seu meu Pai é Oxossi

Quero vê balancear

Arreia, arreia capangueiros da Jurema

O Jurema

 

*******

 

Caboclo quando é de lei

Arreia em qualquer lugar

Primeiro cumprimenta Zambi

Bate cabeça neste conga

*******

Tambor, tambor

Vai buscar quem mora longe

Eu vi Oxossi nas matas

Ogum no Humaitá

Meu Pai Xangô, Lá nas pedreiras

Oh Iansã, Oh Iemanjá

Oh meu caboclo que mata é a sua

É de lá ou de cá

Onde pia a cobra, onde canta o sabiá

Se ele é caboclo lá da tribo dos cajás

Vá buscar sua falange

Para vir descarregar

 

*******

 

Mas como é linda

A pisada de caboclo

Ele pisa na areia

Na beira do mar

Salve a sereia

Salve Iemanjá

Salve os caboclos

Da beira do mar

 

******

Aqui nessa aldeia

Tem um caboclo que ele é real

Ela não mora longe

Mora Aqui mesmo nesse Cazuá

Oxalá chamou

E já mandou buscar

Os caboclos da Jurema

No seu Jurema

Pai Oxalá

É o rei do mundo inteiro

Que já deu ordem pra Jurema

Mandar seus capamgueiros

Mamdai, mandai ê

Minha cabocla Jurema

Os seus guerreiros

Esta é a ordem suprema

Oxalá chamou...

******

Lá na mata tem dois tocos

Onde moram dois caboclos

Um seu rompe mato

Outro é seu arranca toco

 

*******

 

Eu já mandei fazer

Três capacetes de pena

Um pra Cabocla Iara

Outra pra Cabocla Jussara

E outro é pra Jurema

 

*******

 

Caboclo da mata virgem

Da mata serrada

Lá da Jurema

Quem manda na mata é Oxossi

Quem manda no céu é Oxalá

Ô, okê caboclo, quero ver girar

Quero ver caboclo de Umbanda arriar

 

*******

 

Eu vi chover

Eu vi relampear

Mas mesmo assim o céu estava azul

Tambor e pemba, folhas da Jurema

Oxossi reina de norte a sul

 

Caboclo a sua mata é verde

É verde da cor do mar

Aue caçador da Jurema

Aue caçador da Jurema

Aue caçador da Jurema, Jurema

 

*******

 

 

Tumba ê caboclo

Tumbalaca

O tumba é guerreiro

Tumbalaca

O Tumba é meu pai

Tumbalaca

Ô Tumba não me deixe só

tumbalaca

 

*******

 

Nas matas

Vi os caboclos cantar

A Rainha do mar

É a sereia dos campos

È Indaia

Jurema viu Ogum

Xangô kaô

Saldando a filha de Olorum

Indaia chorou

Feito ioi

Lá nas cachoeiras

No colo de Oxum

 

*******

 

Vestimenta de caboclo

É samambaia, é samambaia

Saia caboclo saia da mata

Saia do meio da samambaia

 

*******

 

 

Pontos de Subida de Caboclos

 

A sua mata é longe

E eles vão embora

E vão beirando

O rio azul

Adeus a Umbanda

Que os caboclos

 Vão embora

E vão beirando

O rio azul

 

*******

 

Olha o coro lhe chamando

Olha o coro de Olorum

Os caboclos vão embora

Vão pro o reino do Senhor

Aqui deixam a sua gloria

Aqui deixam o seu amor

 

*******

 

Vai, vai, vai

Deixar saudades

Os caboclos vão embora

Eles vão deixar saudades

 

*******

 

A sineta do céu bateu

 Oxalá já diz que é hora

Eu vou, eu vou, eu vou

Ficar com Deus e nossa senhora

 

*******

 

Quando o atabaque zoa

Filhos de umbanda choram

Adeus, adeus meu Pai

Que os caboclos vão embora

 

*******

 

Pra cidade da Juerma

Os caboclos vão embora

Na cidade da Jurema

O bom Jesus esta lhe chamando

Na cidade da Jurema

Ah! Eles vão ser coroados

Na cidade da Jurema

É na coroa de Aieieu

 

*******

 

Adeus, adeus

Boa viagem

E eles vão embora

Boa viagem

 E eles vão com Deus

Boa viagem

E Nossa Senhora

Boa viagem

 

*******

 

Eu já vou, já vou

Eu já vou pra lá

Oxalá me chama

Eu já vou me retirar

 

 

************

**********

 

 

Caboclos Mirim

 

Caboclinhos da Jurema

Onde é que você vai

Vou à casa de Ode

No terreiro do meu Pai

Aruanda, aruanda

Aruanda e, caboclinho de pena

Aruanda

 

*******

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pontos de Boiadeiros e Vaqueiras.

João Boaideiro

 

Seu laço é forte

Seu varão toca boiada

Sou Joao Boiadeiro

Seu irmão

Seu camarada

 

*******

 

A fogueira eu vou ascender

Boiadeiro eu vou chamar

Trabalha, trabalha boiadeiro

Que é ordem de Oxalá

 

*******

 

A menina do sobrado

Mandou me chamar pelo seu criado

Eu mandei dizer a ela

Que estava vaquejando o gado

Sou eu boiadeiro

Oi que gosta, de um samba rasgado

Sou eu boiadeiro

Que gosta de um bom farreado

 

*******

 

Paranauê, paranauê, Paraná

Oi eu venho vindo

To chegando agora

Fui visitar Bom Jesus de Pirapora

Paranauê, Paraná

 

*******

Oi laça, laça laçador

Quero ver você laçar

Seu chapéu é de couro

Sua corda é de laçar

 

*******

 

 

Quando matar seu boi

O mocotó é meu

Pra pagar a carreirada

O Sá Dona, que seu boi me deu

Mata o boi

Tira o couro, não aceito desaforo

 

*******

 

Subi a serra a terra tremeu

Eu vim buscar meu boi

Que ainda não morreu

Jetruê, jetruá

Laço de laçar meu boi

Jetruê, jetruá

Se laça um que eu laço dois

Jetruê, jetruá

Minhas forças ninguém tira

Jetruê, jetruá

Somente Deus e os Orixás

 

*******

 

Há muito tempo eu escuto a sua voz

Está chamando, clamando

Por todos nós

Venham meus filhos

Ouçam que eu vou lhe dizer

Quem deve tem que pagar

Mereceu vai receber

Essa missão carrego pela vida a fora

Com humildade, carinho e muito amor

Mas esse amor tem que ser puro

E verdadeiro

Como é o coração desse velho boiadeiro

 

*******

 

Esse boi é meu

Esse boi é meu

Ninguém laça esse boi

Esse boi é meu

Na porteira do curral

Esse boi é meu

No sertão do Piauí

Esse boi é meu

 

*******

 

Seu boiadeiro cadê sua boiada ?

Minha boiada ficou em Belém

Chapéu de couro ficou lá também

Bóia, bóia boiadeiro

Boiadeiro bóia

Oi se eu contar a minha historia

Boiadeiro chora

 

*******

 

Zai, zai, zai

Boa noite meus senhores

Zai, zai, zai

Boa noite venha cá

Zai, zai, zai

Eu me chamo é boiadeiro

Zai, zai, zai

Arreio quem qualquer lugar

 

*******

 

Seu boiadeiro por aqui choveu

Choveu relampeou

Foi tanta água

Que seu boi nadou

 

*******

 

 

 

 

 

Vindo de longe lá na curva da estrada

Encontrei um boiadeiro

Tangendo sua boiada

Jogava o laço, sem olhar ele acertava

Oferecendo seus serviços

A quem nele confiava

Jetruê, Jetruá

Abre caminhos que nos queremos passar

Jetruê, Jetruá

Seu Sete Luas nós vamos acompanhar

Seu moço, eu peço afastar

Desse recinto

Os que aqui vêm perturbar

Os que querem trabalhar

Que os encaminham pra aprender lá na  Aruanda

E um dia retornar, quando se regenerar

 

*******

 

E boiadeiro

Na pisada eu sou ligeiro

Na laçada eu sou certeiro

Caçador de feiticeiro

 

*******

 

Nas tranças dos seus cabelos

Eu bebi água no gravata

Eu bebi água no gravata

Seu boiadeiro

E no chapéu de couro

 

*******

 

Pedrinha miudinha

Pedrinha de Aruanda eê

Lajedo tão grande

Tão grande de Aruanda eê

 

*******

 

 

 

Só toca fogo

Quem sabe tocar

Meu ponto é seguro

Não pode falhar

Quem deu esse nó

 Não soube dá

Desata esse nó

Desata já

 

*******

 

O salve sua boiada

Salve seu boiadeiro

Salve seu Zé do Laço

Que vem ajudar nesse terreiro

Se ele é boiadeiro

Ele vai laçar

Ele vai trazer a força

E a paz pra esse conga

 

*******

 

Eu to chamando lá da boiada

Seu Zé Jerônimo

Pra me ajudar

Ele vem de longe

Com seu chicote

Ele vem com alegria

Me trazendo a sorte

 

*******

 

Toma lá vaqueiro

Toma jaleco de couro

Toma jaleco de couro

Na porteira do curral

 

*******

 

Lá no céu uma voz

Que se ouvia

Quem vem lá, quem vem lá

É a voz

De um velho boiadeiro

Jetro, jetro, jetro

Pela boiada já fui ao Rei

Jetro, jetro, jetro

Boiadeiro sempre serei

Boiadeiro é

Meu amigo, meu irmao

Boiadeiro é

Meu amigo, meu irmao

 

*******

                                                   

Pontos de Subida de Boiadeiro

 

Cambono fecha o laço

Que a boiada esta dormindo

Aruanda esta chamando

Boiadeiro esta subindo

 

*******

 

Eu não digo adeus

Eu digo até logo

Aqui mesmo eu vou

Aqui mesmo eu volto

 

 

*******

 

 

 

Sextas-Feiras a partir das 20:00 horas

Av. Presidente Médice, 2500

Jd. Mutinga - Osasco - SP

 

NOSSO CONTATO

CONTATO@UMBANDACONSCIENTE.COM.BR

whatsapp - 11 - 990136603

  • w-facebook